Em carros equipados com câmbio manual, o sistema de embreagem existe para fazer a ligação entre o sistema de transmissão e o motor em movimento. Para isso, ele se conecta ao motor através do volante e fica ligado à transmissão através do disco de embreagem. Mas você sabe como funciona e quais os custos de manutenção da embreagem do seu carro?

O sistema de embreagem é composto por peças como o disco de embreagem, platô ou placa de pressão, rolamento, cabo ou sistema hidráulico e o pedal esquerdo da embreagem. O sistema funciona cada vez que o motorista pisa no pedal, desconectando o conjunto até que a marcha adequada à velocidade do veículo e ao modo de condução do motorista seja selecionada. Ao soltar o pedal da embreagem, o sistema é conectado novamente, fazendo o carro sair da inércia ou rodar com a macha ideal.

O JEITO CERTO DE USAR O PEDAL DA EMBREAGEM

Depois de engatar a marcha, o motorista deve soltar o pedal da embreagem de forma suave para o carro começar a andar sem sobrecarregar o sistema ou prejudicar componentes como o disco de embreagem, que é feito de material orgânico de alta resistência que desgasta com o tempo.

TEMPO DE DURAÇÃO DA EMBREAGEM

A média de duração do conjunto da embreagem é de 100 mil a 150 mil quilômetros. Porém, é importante lembrar que a embreagem do veículo que roda mais na cidade do que na estrada tem tendência a ficar mais desgastada devido à troca constante de marchas, levando o pedal da embreagem a trabalhar mais.

A dica é que depois dos 100 mil quilômetros sejam trocados o disco de embreagem, o platô e que analise se há necessidade de substituir o rolamento, evitando desmontar todo o conjunto mais de uma vez, caso o rolamento apresente algum defeito.

SINAIS DE QUE A EMBREAGEM ESTÁ COM PROBLEMA

O primeiro sinal que pode indicar o desgaste prematuro da embreagem é o comportamento do pedal, que pode ser percebido quando o motorista aciona a embreagem e nota que o curso mais curto ou mais longo que o usual. É importante verificar se ao soltar um pouco o pedal o carro começa a andar ou então se é preciso soltar muito e ficar com o pé bem em cima para ele se mover.

Aspectos como enrijecimento do pedal, trepidações, patinações e ruídos no caixa de câmbio merecem atenção e devem ser analisados pelo mecânico de confiança. Já a fumaça é um sintoma extremo de que o sistema pode estar sendo muito forçado, gerando um atrito excessivo entre o disco de embreagem e o volante do motor. Essa situação é comum quando o carro está parado numa ladeira, por exemplo.

MOTIVOS QUE LEVAM AO DESGASTE PREMATURO DA EMBREAGEM

Eventualmente, o sistema de embreagem terá que trocar um dos componentes. Porém algumas manias reduzem a vida útil do sistema, como ficar segurando o carro em ladeiras com a embreagem acionada e o câmbio em primeira marcha, ao invés de deixá-lo parado com o freio de mão.

Outros vícios que prejudicam a embreagem a médio prazo são deixar o pé o tempo inteiro sobre o pedal da embreagem, mesmo sem acioná-lo, e sair da imobilidade com o carro engatado na segunda marcha.

CUSTO PARA TROCAR OS COMPONENTES DA EMBREAGEM

O custo para trocar partes da embreagem pode variar de acordo com o componente e o custo da mão-de-obra. Normalmente, é vendido um kit com o platô e o disco de embreagem, que pode custar de R$ 250 a R$ 1000 dependendo do modelo. Já o rolamento varia de R$ 50 a R$ 80, enquanto o cabo da embreagem pode custar de R$ 20 a R$ 50.

Já em casos de mau uso extremo, pode ser necessário fazer a retífica da face do volante do motor ou até trocá-lo, o que representa um custo entre R$ 600 e R$ 1.000.

COMO EVITAR O DESGASTE PRECOCE DA EMBREAGEM

– Acione e solte o pedal da embreagem com suavidade, evitando trancos que possam danificar tanto o sistema de transmissão quanto o da embreagem.

– Não segure o carro em uma ladeira com o pé esquerdo pressionando a embreagem, use sempre o freio de mão.

– Evite tirar o pé do pedal da embreagem bruscamente e sair com o carro na imobilidade com o giro do motor muito elevado.

Não se esqueça de fazer a manutenção periódica de seu veículo e garanta sua segurança e a de sua família.